Etiquetas

,

O brilhante e sempre combativo jornalista Milton Coelho da Graça, amigo e companheiro do editor de Mirante, fez as contas e relatou: se ainda existisse, a União Soviética seria a vencedora nos recentes Jogos Olímpicos de Londres. Empataria com Estados Unidos em medalhas de ouro, mas venceria no cômputo total de medalhas. A contagem é mais do que uma curiosidade: aponta uma das razões pelas quais as pesquisas de opinião nos antigos países socialistas de modo geral revelam maiorias que expressam opinião favorável à vida no socialismo, em comparação com o que passaram a viver (ou sofrer) sob o regime capitalista. Apesar dos estragos impostos aos níveis de emprego e ao padrão de vida dos trabalhadores, hábitos saudáveis adquiridos no socialismo, entre os quais a prática em massa de esportes, se mantiveram. Ver a matéria a seguir.

Vitória póstuma

Se a União Soviética ainda existisse, seria a maior ganhadora de medalhas nas Olimpíadas de Londres (46 de ouro – empatada com os Estados Unidos -, mas total de 164 (Estados Unidos 104 e China 88).É só contar as medalhas ganhas em Londres por atletas pertencentes aos países que compunham a URSS:

Medalhas:                              Ouro              Ouro, prata e bronze

Federação Russa                      24                         82

Casaquistão                                7                         13

Ucrânia                                       6                         20

Bielorrúsia                                  2                         12

Azerbaidjão                                2                         10

Lituânia                                      2                           5

Geórgia                                       1                           7

Usbequistão                               1                           4

Letônia                                       1                           2

Armênia                                                                  3

Estônia                                                                   2

Moldávia                                                                 2

Tadjiquistão                                                            2

Total da ex-URSS                   46                        164

Vale a pena lembrar, para comparativo de medalhas olímpicas, que a URSS teria hoje cerca de 300 milhões de habitantes, mais ou menos equivalente à população estadunidense e pelo menos quatro vezes menor do que a da China.  E, nesse comparativo, a Federação Russa de hoje (com 24 medalhas de ouro e 82 no total, para uma população inferior a 150 milhões) teve melhor resultado do que EUA e China.

Sob esse critério – medalhas proporcionais à população – e considerando-se apenas os países com mais de 50 milhões de habitantes, os vencedores seriam o país anfitrião – Grã-Bretanha – e Coréia do Sul, com a Federação Russa em terceiro.

Ampliando esse exercício, são poucos os países que conseguiram mais de uma medalha por milhão de habitantes.  Salvo erro ou omissão, só Cuba, Jamaica, Nova Zelândia, Hungria e Austrália.

Anúncios