Etiquetas

, , , ,

Só hoje Mirante assistiu, exposto no YouTube, ao vídeo que documenta a infâmia levantada contra a historiadora Anita Leocádia Prestes por órgãos da grande mídia corporativa. Quando se pensa que já atingiram o limite mais torpe da baixeza, eles conseguem ir mais baixo ainda. Tentaram envolver no escândalo do dito “mensalão”, do modo mais fraudulento e hipócrita que se possa imaginar, a filha de dois heróis da história brasileira, Olga Benário e Luís Carlos Prestes, e ela própria pessoa com história honrada de revolucionária, docente universitária e escritora.

É de espantar que não tenham ainda protestado em massa os jornalistas que, embora trabalhando em jornais e TVs prostituídos, mantêm ou deveriam manter sua própria dignidade e não podem ser cúmplices, ainda que por omissão, de procedimento tão sórdido. Editor de Mirante, sou jornalista sindicalizado há mais de 50 anos, com orgulho por minha profissão de origem; conheci e conheço muitos jornalistas honrados, que dignificam a categoria, e sei que há milhares de outros que, por sua formação de caráter, deveriam protestar. E a ABI, da qual sou associado igualmente há décadas, que é presidida por um dos mais brilhantes e dignos jornalistas que conheci, Maurício Azedo – de quem muito estimo ter sido companheiro de trabalho na imprensa comunista nos anos 1950 e amigo a vida inteira –, e tem na sua diretoria dezenas de outros altivos companheiros, tomou a atitude de protesto veemente que lhe cabe tomar?

Assista aqui à exibição da fraude editada pelo blog davidperez no YouTube, que finaliza com um espaço de adesão ao manifesto de solidariedade a Anita Prestes.

 

A solidariedade a Anita Leocádia Prestes é neste momento uma forma de expressão por excelência do movimento democrático no Brasil, por repudiar a manipulação grosseira dos bens públicos na área de telecomunicação por grupos monopolistas de direita, que facilmente se associam ao fascismo e ao belicismo imperialista estadunidense.

O mesmo blog davidperez divulga no YouTube, num vídeo elaborado pela Secretaria de Comunicação da Câmara dos Deputados, uma entrevista com Anita Leocádia Prestes sobre sua vida e a de seus pais, que atravessa e ilustra 80 anos da história brasileira. Embora em dois momentos seja questionável (ao admitir verdade no argumento dos militares golpistas de que havia preparação de golpe no governo João Goulart, em 1964, e ao afirmar que a política do PCB contra a ditadura militar confiava apenas em alianças com a burguesia, quando na verdade essa política era centrada no movimento de massas da classe trabalhadoras), o depoimento de Anita Prestes é em conjunto documento de alto valor histórico, e também de qualidade técnica, que deveria ser visto por adultos e exibido nas escolas, uma vez que à maioria de nosso povo, especialmente aos jovens, é negado, senão pervertido, o conhecimento da história política de nosso país. Veja a entrevista a seguir.